terça-feira, 29 de novembro de 2016

Análise semanal - Boku no Hero Academia #113 ao #117

Um arco se encerra... e o próximo jaz ao lado

Hey galera! Depois de algum tempo, enfim estou voltando com essa análise que, por n motivos, deixei acumular (de novo). Peço perdão pelo segundo acumulo e tentarei, ao máximo, não repetir mais isso.
Antes de prosseguirmos, só lembrando que: 1º o mangá já foi lançado no Brasil pela JBC e, se o mundo cooperar, logo mais trago um review do volume #01 para vocês; 2º o volume #11 saiu no Japão recentemente e está conseguindo manter as vendas. Enfim, sem mais delongas, vamos a análise dos capítulos mais recentes de Boku no Hero Academia.

Capítulos #113, #114, #115, #116 & #117 – “Depois do Exame”, “Depois dos resultados”, “Liberado”, “Recepção de Tartarus” & “É sobre a sua individualidade”


Já indo direto ao ponto e dizendo que esse próximo arco irá pegar fogo e fazer estruturas se abalarem, no melhor sentido que essas palavras podem dizer. Acredito que esse é o momento para o Kohei provar a que veio e fazer o melhor arco já pensado, mesmo sabendo que ele terminou um arco excelente não faz nem seis meses.
Dito isso, vamos tecer algumas palavras sobre o final desse arco da licença provisória; pois o final dele serviu apenas para mostrar que, provavelmente, teremos arcos futuros bem focados no Bakugo e no Todoroki, que foram os únicos da U.A que reprovaram no exame, e terão nova chance em março, quando ocorrerá um novo treinamento para que eles corrijam os erros apontados nesse exame. O que, venhamos e convenhamos, é extremamente valido, pois o Todoroki mesmo, podia ter passado com folga nesse exame se não tivesse se rendido a rivalidade sem sentido com o aluno da Shiketsu que não gosta dele.
Fora isso conseguimos notar bem que a união faz a força e, mais do que isso, um trabalho de mestre. E esse é um ponto a favor para o autor, que sabe, muito bem, como utilizar o poder da amizade dentro de sua história sem parecer forçado ou piegas. Admito que curti muito todo esforço final dos alunos para serem aprovados e como isso lhes foi recompensado no final (claro que o destaque fica para tirada de sarro que o Mineta dá no nosso garoto gelo/fogo). Mas é com esses momentos divertidos que, finalmente, temos um desfecho nesse ponto da história.
Entretanto, nem tudo são flores, porque já começamos um novo arco com a volta, de modo discreto, da liga dos vilões e, mais do que isso, uma amostra da falta que o símbolo da paz faz diante daquela sociedade. Temos, enfim, o reflexo de tudo que já era deixado no ar lá atrás: da criminalidade voltando a toda, da necessidade de mais heróis na prontidão para cumprimento do dever e do estado de alerta que, claramente, todos se encontram. É latente que a perda do All Mighty, como símbolo, irá gerar muitos problemas e as primeiras fagulhas já podem ser notadas.
Por falar em All Mighty... ele também tem seu momento nesse começo de novo arco; tendo uma conversa rápida com o All for One que evidencia o cenário que muitos já pintavam. Mais do que evidenciar, ele desdenha da falta de poder do antigo símbolo da paz, deixando claro que seu sucessor já está em movimento, enquanto o do All Mighty ainda não se desenvolveu por completo.
Não entrando em méritos, mas a influência do mãozinha (não lembro o nome dele) já cresceu bastante no cenário vilanesco e um fato que comprova isso é os vilões se inclinarem a se reunir junto a ele para criar o caos e imporem suas visões de mundo. No mais, esse é um ponto que, particularmente, espero que seja bem trabalhado nesse arco, assim como em como será utilizado o sangue do Midoriya que a Toga conseguiu.
Enfim, creio que o ponto mais bacana (ao meu ver) desse novo arco é que o Bakugou descobriu que o Deku recebeu os poderes do All Mighty! Sério, esse foi o auge de um arco que ainda está no começo; foi uma excelente jogada do Kohei mostrar que nosso personagem esquentadinho já ligou todos os pontos e sabe até da conexão entre o All mighty e o All for One.
Ok, isso era algo que todos já prevíamos, mas a descoberta seguida pela reação de uma luta entre eles foi excelente em todos os aspectos, indo até além daquela rivalidade besta e desigual do começo, pois agora o Bakugou vê o Deku como um igual, logo teremos um confronto que, mesmo sendo curto, irá mostrar o quanto ambos se veem como rivais de batalha.

Sinceramente, já estou ansioso pelo que virá a seguir, mas agora é esperar a próxima semana e ver o que Kohei-sensei tem reservado para nós, leitores de sua obra.
Postar um comentário