User-agent: Mediapartners-Google Disallow: User-agent: * Disallow: /search Allow: / Sitemap: https://projectdollarscast.blogspot.com/sitemap.xml Primeiras Impressões - Tsurezure Children - DollarsCast

domingo, 23 de julho de 2017

Primeiras Impressões - Tsurezure Children



As várias formas de falar sobre o amor de um modo divertido e sem ser piegas
Seguindo com as primeiras impressões, irei ser um garoto romântico agora e vou falar sobre um animê que é a parte pura desse belo sentimento. Aquele frio na barriga, a timidez de não saber lidar com os sentimentos e muito mais; isso que é ser jovem e se apaixonar. Claro que há momentos que não sentiremos nada disso, mas ainda assim amaremos, mas quando começamos a ter sentimentos essa sensação é recorrente.
Na obra que irei comentar hoje, essa é a sensação e a risada rola solta. Então, venham comigo, vamos falar sobre Tsurezure Children e suas facetas amorosas.

Sinopse:

Uma série retratando vários cenários de jovens amores. As histórias vão de um garoto, que afetado por sua falta de confiança em si mesmo, não consegue nem aceitar que a garota de seus sonhos o convidou para sair, até uma garota quase insana, que coloca seu próprio sangue em chocolates caseiros para ganhar o coração dele.

Considerações gerais:

Enfim uma comédia romântica curta para adoçar minha semana. Esse é um animê que, logo de cara, conseguiu me arrancar risos altos. Mas, vamos por partes, porque aqui vale a pena ir aos poucos.
Creio que alguns saibam, mas essa obra é a adaptação de um mangá que segue em publicação na Weekly Shounen Magazine desde 2012, tendo 8 volumes publicados por lá. Além disso, a obra é publicada nos Estados Unidos pela Kodansha. A série é em formato de tirinhas – o famoso 4-koma (Yon-Koma) – e narra várias histórias românticas; o que, já adiantando, foi muito bem transposto para as telas.
O anime possui duração de 15 minutos e, dando aquela frisada, esse curto tempo não quer dizer muita coisa, em especial quando sabemos o material que há em mãos para adaptar. Porém, devo dizer que, para quem não estava dando nada para esse anime, me surpreendi muito positivamente, porque tudo ali funciona de uma maneira extremamente fofa e divertida.
A série é uma dessas que você se pega vendo por acaso e, quando dá por si, está rindo descontroladamente com alguma piada que surgiu ali no meio, ou está totalmente perdido pela fofura do sentimento empregado em uma determinada narrativa. Não nego que amei esses 15 minutos de histórias meio variadas, mas todas com um contexto certo. Amor.
Foi engraçado ver todas as declarações feitas dos mais diversos modos; assim como ver o presidente do conselho estudantil dizer que já testou se era gay me fez gargalhar em um nível estridente (sério, minha mãe veio perguntar se eu estava bem), mas também foi bonito o final com a garota querendo dizer para seu senpai que o amava enquanto eles observavam as estrelas.
Creio que, fora toda beleza que a história já possui, tudo isso foi acentuado pela produção, um tanto quanto simples, do animê. Aqui é tudo básico e bem feito. Animação não é extravagante ou linda, é apenas ok e funciona de modo perfeito, diria até que dá um tchan a mais. A parte sonora é bem executada e nos faz desligar bem o cérebro.

Considerações Finais:

Esse é um animê que falar muito não vai ajudar a explicar, pois ele é algo rápido. Contar demais estraga, por isso apenas deixo aquela dica de vá assistir! Sério, é uma daquelas obras que não vemos todo dia; que trabalha bem a parte bonita do amor, como um todo. Isso sem perder as piadas – quer sejam piadas puras, ou até meio soltas.

Eu recomendo e irei acompanhar essa ao longo de toda sua exibição, pois há tempos eu não terminava uma obra curta com um sorriso tão grande no rosto e com uma sensação de quero mais.
Postar um comentário